terça-feira, 27 de abril de 2010

WESAK


O festival de Wesak - Também conhecido como o Festival da Iluminação é o Festival de Buda, o intermediário entre o Centro Espiritual mais elevado, Shambala, e a hierarquia.

Buda personifica a expressão da Sabedoria de Deus, da Luz, é Indicador do Propósito Divino.

É o grande Festival do Oriente e um dos mais importantes festivais da Lua Cheia.

Este Festival ocorre quando o Sol está no signo de Touro.
Wesak é uma festa da libertação do despertar e da transfiguração, a jornada de volta ao lar.

Promove uma ponte entre a humanidade e espiritualidade, e o equilíbrio entre o Eu Inferior e Superior.

A Lua na Astrologia significa o inconsciente, o porão, como também, nossa ligação com o passado e emoções, quer sejam boas ou ruins. É através do signo lunar que descobrimos como reagimos frente às circunstâncias da vida, emocionalmente. Quando o grande luminar, o Sol, ilumina plenamente a Lua, é um indicativo de um alinhamento livre entre nosso Planeta - o Sol - e o "Centro Solar" a fonte de energia de toda nossa terra, e neste momento podemos iluminar as sombras.

Nesta fase de Plenilúnio podemos fazer uma aproximação mais definida com Deus e o Amor, Poder e Sabedoria, centralizados em nosso coração, representados pela chama trina que fica em evidência quando meditamos.

É positivo que em toda Lua Cheia, pudéssemos nos alinhar com as forças cósmicas superiores através de nossos Mestres e anjos, como também da hierarquia da grande Fraternidade Branca, a fim de entrarmos em contato com a essência deste evento mensal.

Deus é acessível a todos


Aquilo que vocês recebem de Deus jamais é negado a quem quer que seja; são as pessoas que negam essas coisas a si mesmas em sua ignorância. Todos temos a responsabilidade de estimular a expansão da luz em todas as pessoas, mas cada um deve abrir a porta para si mesmo. Cada um deve compreender que o Redentor Divino é o Criador Divino e que, desde a descida do homem para as oitavas inferiores da consciência humana, o Senhor da Luz continuou a emanar sua radiância em toda parte.



Ele é acessível, embora oculto.

Ele é real, embora envolvido pela irrealidade das mentes dos homens e suas experiências de vida.

Ele é Luz, às vezes encoberta pelas trevas dos equívocos dos homens.

Ele é o Grande Provedor de todas as coisas boas e perfeitas.

Ele combina o verde broto e a neve cristalina.

Ele combina o céu etéreo que cintila com o sol abrasador do centro solar.

Seu coração amoroso convida todos a entrar:

“Envergue, criança preciosa, as vestes de mestria, mansas e brandas.

A autoridade não precisa ser alardeada, mas congrega cada graça necessária

para ajudar o mundo a acompanhar o ritmo das legiões cósmicas, ao defrontar momentos de senilidade.

Juventude e luz surgem ao defrontar a predestinação do tempo. Abandone, então, todos os medos e brilhe,

Fogo eterno da inocência cósmica juvenil!”

Saint Germain



“A Alquimia de Saint Germain”
Mark e Elizabeth C. Prophet

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Em busca da cura - Palavras do Chico...

Em busca da cura - Palavras do Chico...

Existem pessoas que têm acorrido a todos os recursos terrenos e espirituais na esperança de uma cura para sua enfermidade, e não tendo resolvido seu problema, acabam chegando à descrença. Mesmo sem fé, muitas vezes ainda procuram você como um recurso. Essas pessoas podem chegar a receber uma cura?

Chico Xavier:

Acredito que, se a pessoa está no merecimento natural da cura, tenha ela fé ou não tenha fé, a misericórdia divina permite que essa criatura encontre a restauração de suas forças.
Isso em qualquer religião, ou em qualquer tempo; agora, os espíritos nos aconselham um espírito de aceitação. Primeiramente, em qualquer caso de doença que possa ocorrer em nós, em nosso mundo orgânico, o espírito de aceitação, torna mais fácil ao médico deste mundo ou para os benfeitores espirituais do outro, atuarem em nosso favor.
Agora, a nossa aflição ou a nossa inquietação, apenas perturbam os médicos deste mundo ou do outro, dificultando a cura. E podemos ainda acrescentar: que muitas vezes temos conosco determinados tipos de moléstias, que nós mesmos pedimos, antes de nossa reencarnação, para que nossos impulsos negativos ou destrutivos sejam amainados.
Muitas frustrações que sofremos neste mundo são pedidas por nós mesmos, para que não venhamos a cair em falhas mais graves do que aquelas que já caímos em outras vidas. Mas, como estamos num regime de esquecimento - como uma pessoa anestesiada para sofrer uma operação - então demandamos em rebeldia, em aflição desnecessária, exigindo uma cura, que se tivermos, será para nossa ruína, não para o nosso benefício.



Entrevista dada à Revista ‘Destaque’, em Outubro de 1977.

Consta do livro “Chico Xavier - O Homem, o Médium e o Missionário”, escrito por Antônio Matte Noroefé, de Cacequi, Rio Grande do Sul.

“O magnetismo vem a ser a medicina dos humildes e dos crentes, (...) de quantos sabem verdadeiramente amar.”

(Léon Denis, no livro “No Invisível”, Parte 2, cap. XV)

video

REIVINDIQUEM TUDO COMO FEITO


REIVINDIQUEM TUDO COMO FEITO

Como mestres da terceira dimensão, vocês têm o domínio sobre suas energias da forma e da criação. Vocês podem, por meio dos pensamentos e da voz, dizer o que desejam e isso é feito. Enquanto vocês podem não ser capazes de ver as energias em movimento ou ter dúvida de que a sua voz foi ouvida, o movimento é criado tão logo vocês comecem o processo. São suas dúvidas e medos que criam bloqueios no fluxo de energia para reivindicar sua manifestação como sendo feita, concluída, finalizada e em sua realidade logo que vocês a desejam.

Não há espera no Universo quando a energia nunca for bloqueada ou aprisionada. Faz parte do pensamento humano. Quando vocês acessam o fluxo da energia, que é a criação do milagre, é feito nos Céus e então começa a manifestar na Terra. Se vocês reivindicam, vocês ancoram a energia na Terra. Se não, vocês estão expressando falta de fé e dúvida, os testes que criam para si mesmos, o que retarda o movimento. A energia está a seu serviço, ela trabalha em parceria cocriativa com vocês. Sua função é realizar as criações terrenas. Vocês se esqueceram da parceria com a energia que está a seu serviço, e em vez de utilizar o seu livre arbítrio para ajudá-los na criação, vocês utilizam-no para retardar e confundir. Vocês se esqueceram da sua capacidade de reivindicar a criação por meio dos seus pensamentos e palavras.

O desejo movimenta a energia e a intenção estabelece a forma. Sem a intenção, o desejo é simplesmente um anelo sentido no coração, que cria uma consciência de seus sonhos sem a crença de que possam se manifestar. Quando vocês estabelecem a intenção para a manifestação, a energia universal tem a forma que isso exige para começar a realização daquilo que vocês pediram.



Mas, sem foco e crença, mesmo a intenção não tem poder para criar, porque é com a crença e o próprio poder que vocês movimentam a energia. Quando vocês veem tudo como feito e reivindicam-no desse modo, vocês removem a dúvida e permanecem firmemente em seu poder como cocriadores de tudo a seu redor.

Toda ocorrência de sonhos não realizados reflete a crença do seu livre arbítrio de que vocês são desprovidos de poder e é um exemplo da separação. Com a conexão, não há pausa no movimento do desejo para a manifestação, do movimento da energia de um lugar para o outro. O Universo lembra-se de vocês como espírito, como poderosos, e lhes responde por todos os meios. Reivindiquem sua criação, domínio, abundância e alegria porque são seus por direito divino. Ser paciente é o reconhecimento da transformação poderosa que está ocorrendo nos Céus e na Terra porque vocês fizeram isso. Reivindiquem tudo como feito e ancorem a intenção com convicção, fé e confiança que tudo está bem e na ordem divina.



Reivindiquem tudo como feito e assim é.



Mensagem do Arcanjo Uriel Canalizada por Jennifer Hoffman

19 de abril de 2010

quarta-feira, 21 de abril de 2010

WESAK


O festival de Wesak - Também conhecido como o Festival da Iluminação é o Festival de Buda, o intermediário entre o Centro Espiritual mais elevado, Shambala, e a hierarquia.

Buda personifica a expressão da Sabedoria de Deus, da Luz, é Indicador do Propósito Divino.

É o grande Festival do Oriente e um dos mais importantes festivais da Lua Cheia.

Este Festival ocorre quando o Sol está no signo de Touro.
Wesak é uma festa da libertação do despertar e da transfiguração, a jornada de volta ao lar.

Promove uma ponte entre a humanidade e espiritualidade, e o equilíbrio entre o Eu Inferior e Superior.

A Lua na Astrologia significa o inconsciente, o porão, como também, nossa ligação com o passado e emoções, quer sejam boas ou ruins. É através do signo lunar que descobrimos como reagimos frente às circunstâncias da vida, emocionalmente. Quando o grande luminar, o Sol, ilumina plenamente a Lua, é um indicativo de um alinhamento livre entre nosso Planeta - o Sol - e o "Centro Solar" a fonte de energia de toda nossa terra, e neste momento podemos iluminar as sombras.

Nesta fase de Plenilúnio podemos fazer uma aproximação mais definida com Deus e o Amor, Poder e Sabedoria, centralizados em nosso coração, representados pela chama trina que fica em evidência quando meditamos.

É positivo que em toda Lua Cheia, pudéssemos nos alinhar com as forças cósmicas superiores através de nossos Mestres e anjos, como também da hierarquia da grande Fraternidade Branca, a fim de entrarmos em contato com a essência deste evento mensal.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Sobre a Maldade



Nunca retribuas maldade

com vingança ou desforço.

O homem mau se encontra doente

e ainda não sabe.

Dá-lhe o remédio que minorará

o seu aturdimento, não usando para com ele

dos recursos infelizes de que

ele se utiliza para contigo.

Se alguém te ofende, o problema é dele.

Quando és tu quem ofende,

a questão muda de configuração

e o problema passa a ser teu.

O ofensor é sempre o mais infeliz.

Conscientiza-te disso e segue tranqüilo.



Divaldo Pereira Franco / Joanna de Ângelis (espírito)


Não revidar é proteger seu equilíbrio e, principalmente,
não equiparar-se ao agressor.
É preservar o seu padrão vibratório e, principalmente,
não atrair para si energias enfermiças.

Porque, como nos bem mostra a página,
todo agressor é alguém que está doente.

Que sua semana seja sabiamente feliz e produtiva.
E se conflitos surgirem, que você possa ultrapassá-los
fortalecido pelo amor que existe em você
e que sabe ser compreensão e maturidade.
Com muita LUZ sempre e muito carinho para você,

sexta-feira, 9 de abril de 2010

O melhor lugar para se viver


Conta a tradição persa que uma caravana viajava há dias pelo deserto. Já não havia uma gota de água para aplacar a sede. De repente, os caravaneiros encontraram um poço. Fizeram descer por ele uma vasilha, mas a corda arrebentou. Com a segunda e a terceira, aconteceu o mesmo.

Decidiram, então, que um dos viajantes desceria amarrado a uma corda. Ele também não voltou. Desceu o segundo e este também não voltou. Foi quando um sábio, que viajava com eles, se ofereceu para descer. Assim foi feito.

Ao chegar ao fundo do poço, ele encontrou um monstro horripilante que se achava o guardião do poço. Ele disse ao sábio:

"Agora você também é meu prisioneiro e só terá sua vida poupada se der a resposta certa à minha pergunta."

"Pois pergunte", disse o sábio. E o monstro questionou:

"De todos os lugares do mundo, qual é o melhor?"

Diante da pergunta, o sábio pensou que estava cativo e impotente nas mãos do monstro. Se dissesse que o melhor lugar seria a sua própria terra, estaria desprezando a morada do monstro. Por fim, respondeu:

"O melhor lugar do mundo é aquele onde se tem amigo íntimo, ainda que esse lugar seja o fundo da terra."

"Bravo!", exclamou o monstro.

"Você é um verdadeiro homem e sua sabedoria salvou a sua vida e de seus amigos."

segunda-feira, 5 de abril de 2010

RECOMEÇAR



Ninguém vive sem a bênção do recomeço.

A árvore que tem os galhos podados

a golpes de machado recomeça, sem alarde,

o trabalho para gerar novos ramos

que a tornarão mais forte e bela.

O mesmo ocorre com a alma humana.

Não apenas os momentos de renascimento na carne

e morte do corpo físico constituem recomeços

para o Espírito imortal.

Ao longo de cada existência no mundo,

o homem depara-se com inúmeras situações

que impõem a necessidade de recomeçar.

Geralmente, apresentam-se na forma

de aparentes derrotas e fracassos, decepções e quedas.

Entretanto, longe de representar

o aniquilamento inapelável, constituem

convites da vida para que a criatura se fortaleça,

reavaliando experiências e seguindo adiante.

Seja qual for a circunstância aflitiva

que te assinala nesse momento,

não desfaleças nem te revoltes.

Se desistes da ação construtiva,

anulas a oportunidade de crescimento.

Se te precipitas, mergulhas na vala do remorso

e do arrependimento.

Refugia-te na prece e, sintonizando com o Alto,

recomeça a caminhada.

O que fizeres no campo do Bem compensará o que,

eventualmente, tenhas cometido no terreno da sombra.

A ação construtiva em favor dos mais necessitados

é medicamento que sana as dores da própria alma.

Por isso, segue em paz, servindo e amando.

Depois desta fase, estarás mais forte e iluminado,

caminhando em equilíbrio

ao encontro da felicidade espiritual.



Clayton Levy – Scheilla (espírito)




Como este espírito amigo, Scheilla nos relembra,

a vida sempre nos proporciona a bênção do recomeço.

Podemos sempre refazer caminhos percorridos,

escolhendo soluções mais produtivas e prazeirosas.
Renovar atitudes, renovar pensamentos,
renovar posicionamentos, renovar sentimentos.
E é esse renovar que nos torna mais leves e fortes,
quando a renovação tem como base o amor.

Podemos recomeçar/renovar/renascer impulsionados
por um advento externo, que se impõe e nos obriga
às mudanças necessárias.
Mas podemos, também, recomeçar/renovar/renascer
impulsionados somente pela nossa vontade,
pelo simples fato de queremos nos burilar,
de nos tornarmos melhores a cada dia.

Que você possa, então, fazer uso desta força
chamada vontade, que existe dento de você.
E que, auxiliado pelo Mais Alto, você possa,
a cada dia, renascer mais belo,
mais amoroso, mais feliz e mais sábio.

E que o renascer - físico, intelectual, emocional
e espiritual -, seja seu objetivo diário.
Que sua semana seja de muitos recomeços.
Com muito carinho,

sábado, 3 de abril de 2010

Feliz Páscoa


FELIZ PÁSCOA

Matheus 16:24 - Então disse Jesus aos seus discípulos: "Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, toma a sua cruz e siga-me".

Somente os Mestres podem colocar o mundo dentro de uma frase. "Se alguém quiser vir após mim..." parece tão óbvio, mas o que significa realmente? Ir aonde? Qual é o caminho que nos leva a esse... lugar? Entendemos o sentido do convite em nossos corações, mas o que devemos fazer?

Jesus viveu para nos mostrar a pureza do Ser. Ele nasceu sem mácula, sem pecado, mas e nós? Ao longo de nossa jornada aqui na Terra, assumimos posições, estabelecemos conceitos, criamos vínculos; como então seguir Seus passos, e chegar ao Seu reino? A explicação é fácil e simples, quando entendemos a necessidade de desenvolver o amor como fonte principal da vida, mas a partir daí, não se trata mais de entendimento, e sim, de coragem.

"Renuncie-se a si mesmo" este é o caminho, e para isso precisamos de coragem, fé, determinação, conhecimento e do acompanhamento constante dos Mestres e dos anjos; pois essa é a fonte de energia para nos sustentar nesse caminho íngreme e estreito que nos leva até Ele.

Renunciar a que? Começamos então a compreender que precisamos "desfazer" tudo o que foi feito até agora. É como se nós fôssemos feitos com peças de quebra-cabeça, e cada peça estivesse encravada em nossa alma, sendo necessário muito esforço, empenho, dedicação e fé, para conseguirmos arrancar cada peça de egoísmo, vaidade, orgulho; cada distorção da vida que transformamos nesta roupagem que precisa ser substituída.

Renunciar a todas as nossas criações humanas, vícios, maus hábitos, conceitos, apegos, e aos poucos trocando esta roupagem, hoje cheia de remendos; por uma veste branca e pura; tecida com o amor mais puro de nossos corações.

"Toma a sua cruz", nos traz a memória dos nossos erros, e a necessidade de refazer o caminho, sentindo em nós mesmos o efeito do nosso próprio veneno. Esta é a Lei do Carma. Precisamos compreender através da vivência em nossa carne, os efeitos das nossas escolhas erradas, e, a partir daí, entregar toda essa bagagem para ser consumida no fogo sagrado, libertando-nos do passado.

Dedicarmo-nos à Deus pela oração constante e sincera; buscando a força, a proteção, a cura de nossas almas. Desenvolvermos as qualidades divinas, amando e compreendendo o nosso próximo como a nós mesmos. Assim, estaremos "seguindo" o Mestre, até alcançarmos a pureza do nosso Ser, permitindo então, que a doçura do nosso Santo Cristo Pessoal nos conduza.

É um trabalho árduo e doloroso, a nossa "via crucis", mas ao fim dela, a nossa Luz, com a qual fomos criados por Deus Pai-Mãe, resplandecerá. Todas as peças do “quebra-cabeça” terão sido removidas deixando transparecer e brilhar a Luz do Cristo que habita em nós.
Isso para mim é a Páscoa. Permitir que a Luz do Cristo assuma o comando do nosso ser, ressuscitando o “Eu verdadeiro”, a essência divina com a qual fomos criados à imagem e semelhança de Deus.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Se eu morrer antes de você


Se eu morrer antes de você,
faça-me um favor:
Chore o quanto quiser,
mas não brigue com Deus
por Ele haver me levado.
Se não quiser chorar, não chore.
Se não conseguir chorar,
não se preocupe.
Se tiver vontade de rir, ria.
Se alguns amigos contarem
algum fato a meu respeito,
ouça e acrescente sua versão.
Se me elogiarem demais, corrija o exagero.
Se me criticarem demais, defenda-me.
Se me quiserem fazer um santo,
só porque morri,
mostre que eu tinha um pouco de santo,
mas estava longe
de ser o santo que me pintam.
Se me quiserem fazer um demônio,
mostre que eu talvez tivesse um pouco
de demônio, mas que a vida
inteira eu tentei ser bom e amigo.
Espero estar com Ele o suficiente para
continuar sendo útil a você, lá onde estiver.
E se tiver vontade de escrever
alguma coisa sobre mim,
diga apenas uma frase:
- "Foi meu amigo,
acreditou em mim
e me quis mais perto de Deus!"
- Aí, então, derrame uma lágrima.
Eu não estarei presente para enxugá-la,
mas não faz mal.
Outros amigos farão isso no meu lugar.
E, vendo-me bem substituído,
irei cuidar de minha nova tarefa no céu.
Mas, de vez em quando,
dê uma espiadinha na direção de Deus.
Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz
vendo você olhar para Ele.
E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai,
aí, sem nenhum véu a separar a gente,
vamos viver, em Deus,
a amizade que aqui nos preparou para Ele.
Você acredita nessas coisas?
Então ore para que nós vivamos
como quem sabe que vai morrer um dia,
e que morramos como
quem soube viver direito.
Amizade só faz sentido se traz o céu
para mais perto da gente,
e se inaugura aqui mesmo o seu começo.
Mas, se eu morrer antes de você,
acho que não vou estranhar o céu...
"Ser seu amigo...
já é um pedaço dele..."

Chico Xavier

O Centenário de Chico Xavier


O Centenário de Chico Xavier


Hoje, se fosse vivo, o médium Chico Xavier completaria cem anos. Mas é impossível escrever sobre Chico Xavier considerando a sua morte e todas as outras mortes como algo definitivo, como se a vida não continuasse pulsando nele e em todos que morrem.
A extraordinária figura humana chamada Chico Xavier, independente da crença que se tenha, nos faz transcender conceitos enraizados, que trazemos desde que nascemos, e abrir espaço para perguntas, para questionamentos existenciais que vão além da lógica e da razão convencionais. O que é a razão? Como limitá-la se ela a cada momento nos aponta para novos caminhos e possibilidades?
Assisti há pouco no Youtube à entrevista do Chico Xavier no Programa “Pinga-Fogo”, da Rede Tupi, apresentado em 1971, e mais uma vez fiquei impressionado com a inteligência, simplicidade e o senso de humor desse homem de pouco estudo, mas com uma capacidade incrível de nos tocar em vários aspectos.
O teatro lotado mostra centenas de pessoas vivendo uma emoção inenarrável naquelas quase três horas em que Chico esteve presente, respondendo a perguntas de escritores, jornalistas e do público, com serenidade e delicadeza.
As psicografias de Chico Xavier, de poetas famosos, como Cruz e Sousa, Augusto dos Anjos, João de Deus, Antero de Quental e Guerra Junqueiro, publicadas no livro “Parnaso de Além-Túmulo”, dentre 56 poetas, foram analisadas pelo professor Alexandre Caroli Rocha, em sua tese de mestrado em Teoria Literária da Unicamp, que concluiu que os poemas psicografados por Chico não “seriam produto de uma mera imitação literária.” Há semelhanças marcantes entre os poemas do livro e o estilo desses autores.
Na tese de doutorado, apresentada anos depois na Unicamp, Alexandre Caroli Rocha enfocou as psicografias de Chico Xavier do poeta Humberto de Campos, com toda a polêmica gerada com a família do poeta na época em que os textos foram publicados.
Quase oito anos após a sua morte, Chico Xavier ainda suscita discussões polêmicas, e nos coloca diante de novos mistérios. Vários espíritas, em regiões diferentes do país, afirmam já terem recebido mensagens de Chico, o que é negado pelo seu filho adotivo e por um médium que o acompanhou durante muitos anos. Ambos dizem que Chico teria passado a eles uma senha, um código para que identificassem as suas mensagens.
Talvez a grande mensagem que Chico nos passe, no dia do seu centenário, e também quando estréia o filme sobre a sua vida, dirigido por Daniel Filho, é que a nossa existência tem algo de insondável, de misterioso, e que não devemos nos colocar como senhores de verdades inquestionáveis. Chico nutria respeito por todas as religiões, sem abrir mão da sua crença em Deus, afirmando de forma convincente o seu contato com os espíritos e a beleza e a perfeição do universo.

A Sexta feira da Paixão


A sexta-feira de paixão ou sexta-feira santa é o dia cristão que marca o julgamento, condenação, martírio, morte e sepultamento de Jesus Cristo. É na sexta-feira da paixão que Cristo percorre a Via Sacra que também é conhecida por muitos como Via Dolorosa. Ele carrega sua cruz até o Gólgota, onde é crucificado.

Depois de morto, seu corpo é descido da cruz e sepultado em uma gruta lacrada por uma grande pedra. Segundo a tradição cristã, a morte de Jesus é qualificada como Paixão, metaforicamente um ato de amor e de entrega. O silêncio, o jejum com base na abstinência de carne e a oração marcam este dia.

Desta forma segundo a tradição cristã na sexta-feira santa não se deve consumir carne vermelha. O tradicional é o consumo de peixe.